quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Aventura na cozinha - Risoto de abóbora

Promessa é dívida e aqui estou para dizer como foi a experiência do primeiro prato da receita rumo a uma vida sem carne. Steph, minha colega de trabalho, gentilmente preparou um livreto de receitas sem carne para me ajudar a entrar no mundo vegetariano sem quedas. Esta semana tomei coragem e fiz o primeiro risoto da minha vida e...deu certo. =) Não ficou perfeito, dei uma improvisada substituindo ingredientes, mas isso só mostra que vale a pena tentar e inovar na cozinha. Vamos à receita e às considerações! Só um detalhe: vou colocar em destaque na receita original, que está logo abaixo, as adaptações que fiz por necessidade (leia-se falta de ingredientes e habilidade). =P

Risoto de abóbora da Steph

INGREDIENTES:

  • ½ abóbora japonesa (usei menos e senti falta de mais)
  • 2 xícaras de arroz arbóreo
  • caldo de legumes
  • ½ cebola picada (usei cebola roxa porque prefiro e não me arrependo. Além disso, apenas cortei. Vale à pena picar beeeem)
  • 1 xícara de vinho branco seco (a bonita aqui não se deu ao trabalho de comprar vinho branco e optou por usar espumante. Deu certo? Deu. Faria de novo? Não.)
  • noz-moscada a gosto 
  • azeite
  • sal e pimenta a gosto
  • salsinha ou coentro picados
  • manteiga, ao menos 2 colheres de sopa (usei umas 5 colheres e não me arrependo. Deu a cremosidade que eu queria)
  • queijo ralado a gosto

BORA FAZER!

Retire as sementes da abóbora (você pode torrar depois no forno com sal e azeite e comer como um petisco. Há quem faça leite das sementes, mas nunca provei). Coloque em uma panela grande, com água suficiente para cobri-la. Deixe ferver por uns dez minutinhos, retire da panela e dê um choque térmico, com água fria. A casca fica mais fácil de ser removida após esse processo. Corte em pedaços, volte para a panela e deixe cozinhar até ficar molinha a ponto de amassar com um garfo. Quando isso acontecer, escorra, amasse e misture com azeite (só um fiozinho) e faça um purê. Reserve!

Na mesma panela, já seca, coloque um fio de azeite e refogue as cebolas com um pouco de sal até ficarem bem douradas. Adicione o arroz de risoto e em seguida, o vinho branco, mexendo até secar. A partir daí, o seu caldo deverá estar bem quente em outra panela, para que você retire com uma concha e despeje sobre o arroz refogado. Se tiver muitos pedacinhos de tempero no caldo, coloque um coador sobre a panela para despejar o líquido. Vá mexendo. Repita toda vez que o caldo começar a secar na panela do risoto, e os grãos de arroz inchem. O processo deve levar uns 12 a 15 minutos, até que todos os grãos estejam cozidos. Não deve haver nenhuma parte mais branca que a outra no grão, o que indica que ele ainda está parcialmente cru. Adicione o purê, mexendo bem, desligue o fogo e acrescente a manteiga, sem deixar de mexer. É ela, junto com o amido do grão, que vai deixar o risoto cremoso. Se sentir que precisa de mais manteiga, pode colocar. Corrija sal e pimenta, coloque a salsinha ou coentro picados, rale um pouco de noz-moscada e coloque o queijo ralado. Sirva bem quente, porque risoto não espera. 

O errado que deu certo

Como disse, não tinha vinho branco e optei por usar o espumante que já estava no meu barzinho. Também não tinha salsinha e nem coentro, mas não senti falta. Sobre o espumante, não ficou ruim, mas acredito que o vinho daria um sabor mais tradicional ao risoto. Talvez eu tenha sentido necessidade de mais sal no fim do preparo por não ter usado a bebida certa. Vai saber né?! 

O que mais deu errado, mas no fim soube contornar, foi o caldo de legumes para cozinhar o arroz. Fiz pouco caldo e, consequentemente, precisei usar água filtrada para terminar de cozinhar o arroz. Foi um perrengue contornável, mas certamente isso alterou o sabor. 

No geral, o risoto ficou divino, mas sei que pode ficar ainda melhor. Terei mais atenção ao caldo de legumes para cozinhar o arroz sem contratempos e vou investir num bom vinho branco seco na próxima tentativa. De qualquer forma, fiquei muito feliz com o resultado. 

Um detalhe importante: fiz num momento em que estava sozinha, então sobrou muito risoto na panela. Jogar fora nem pensar! Guardei na geladeira e à noite coloquei um tiquinho de nada de água com o fogo baixo. Joguei mais queijo parmesão ralado na hora e deu super certo. 




5 comentários:

  1. Respostas
    1. hahahahahah Precisamos evitar o desperdício de alimentos ;)

      Excluir
  2. Mega profissional Masterchef.👏👏😂😂🥂

    ResponderExcluir
  3. Vou fazer parece delicioso. Hoje eu fiz de camarão. Não como carne vermelha porque não gosto. Beijos sobrinha querida.

    ResponderExcluir