terça-feira, 26 de maio de 2020

Quarentener: o que realmente é essencial


A cada novo dia surge um novo decreto (presidencial, estadual ou municipal) dizendo que isso ou aquilo se enquadra em "serviço essencial" e, portanto, não pode parar de funcionar. Esta semana começamos com uma surpresa do prefeito do Rio de Janeiro: para ele, templos religiosos prestam serviços essenciais, então podem abrir suas portas novamente. Mas o que é serviço essencial? Fui buscar no dicionário.

Segundo o Michaelis existem três definições para ESSENCIAL:

1- Que constitui a parte necessária de algo; indispensável.
2- Que existe como parte inerente de algo ou de alguém.
3- Que é a parte mais importante em alguma coisa; fundamental.

No meu entendimento, em nenhuma das três definições se enquadra templo religioso, afinal se uma igreja não abrir alguém morre? Alguém deixa de respirar? Alguém deixa de rezar? Alguém deixa de se conectar com Deus? 

Mas este texto não é (apenas) para criticar o bispo prefeito do Rio de Janeiro, ou o presidente do país, mas sim, trazer para reflexão o que é essencial em nossas vidas na quarentena e (por que não?) na pós-pandemia.

Fazer as unhas é essencial? Para as pessoas mais vaidosas até pode ser, mas não é imprescindível fazer no salão. Há anos eu aprendi a fazer as minhas unhas, assim, além de ficarem do jeito que eu quero, economizo uma boa grana. Manter uma conexão espiritual é essencial? Certamente em época de pandemia, onde o medo é constante, uma oração cai bem. Mas as missas, os cultos, as palestras estão sendo feitas com o auxílio da tecnologia. Não é essencial ir à igreja, templo, centro etc. Essencial é fazer da sua casa, do seu quarto, do seu corpo um templo. E temos visto isso diariamente. O próprio padre Fábio de Melo (só pra citar o mais famoso) celebra a missa dominical pelo instagram, reunindo mais de 100 mil pessoas ao vivo. Em capela alguma seria possível isso.

Eu, adepta do iFood, percebi que fazer a própria comida é muito mais gostoso. É claro que não vou banir ele da minha vida, porém será bem mais esporádico (o que também vai me proporcionar mais economia e saúde).

Bater perna num shopping é legal? Ok. Tem quem curta experimentar dezenas de roupas num provador. Mas esse tipo de passeio não é essencial para vivermos. Dá para viver sem um monte de coisas. Dá para valorizarmos mais o nosso tempo, a nossa casa, as pessoas que dividem esse espaço conosco. Dá para valorizarmos mais os momentos em família. Não precisamos de cerveja e altas gargalhadas todas as sextas-feiras. Podemos passar mais sextas comendo pipoca, vendo Netflix no sofá de casa acariciando o cachorro (ou o gato). Dá para ser feliz com pouco, com muito pouco. A gente só precisa aceitar o momento atual e levar boa parte dessa experiência louca (e inédita para a nossa geração) para os dias "normais" que virão quando tudo isso passar.

Eu vou continuar indo aos bares beber com meus amigos, pedindo iFood por preguiça de cozinhar e, certamente, vou gastar no shopping o que não tenho comprando o que não preciso, só que tudo isso será muito mais raro; serão momentos isolados; serão exceções, e não regras em minha vida. Porque essencial mesmo é aproveitar o que já se tem e gostar da própria companhia.

E você está satisfeito com o que tem? Tem gostado de passar mais tempo só consigo mesmo? ;)



2 comentários:

  1. Minha experiência nesse isolamento será inesquecível. Se não fosse o vírus eu sou a favor de mais isolamentos.🤣 E que Deus possa nos conceder sabedoria para lidar com tudo isso.
    Com decreto ou sem decreto eu sei o que é melhor para mim.

    Aqui em casa Seguimos amando,comendo muito,sonhando com dias melhores e desejando a cura para humanidade. 🙌🙏🌻❤

    Deus é bom o tempo todo 🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Comendo muito" hahahahah Precisamos todos passar longe da geladeira para achatar agora a curva da barriga.

      Realmente, se não fosse a consequência triste de contrair esse vírus, eu também seria totalmente à favor de mais quarentenas. Muita coisa dentro de mim mudou nessa pandemia.

      Excluir