quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Casa com cão ou casa com gato


Já faz um tempo que prometi a uma leitora escrever sobre os prós e contras de ter um cão e de ter um gato. Então aqui vamos nós!

Antes de mais nada, saiba que ter um animal (seja cachorro, gato, passarinho ou peixe) requer dedicação e tempo. Então, se você passa mais tempo na rua que em casa, está sempre viajando e não dispensa um fim de semana batendo perna, melhor deixar o bichinho na loja ou no abrigo mesmo. Mas, se você tiver grana (sim, animais são caros: ração, vacinas, medicamentos, consultas, castração) e tempo para se dedicar a ele, pode continuar lendo esse texto.

O CÃO - NESTE CASO, A NINA

Late: Sim, isso é uma desvantagem quando se mora em apartamento ou vila, porque nem todo vizinho entende. Tem cachorro que late até quando o interfone toca. Pai celeste! Eu nunca consigo ouvir quem está me chamando na portaria.

Festinha: se tem coisa melhor do que chegar em casa e ser recepcionado como se tivesse passado 10 anos longe, ainda não me contaram. É simplesmente maravilhoso ser recebido na porta por um serzinho que pula, balança o rabo, lambe, roda, late (tudo ao mesmo tempo) só para te dizer “Que bom que você voltou”.

Carência: cães (geralmente) são animais carentes. Por eles, daríamos atenção e carinho 24 horas. Mas, precisamos trabalhar e estudar. Por isso, não queira um se passa a maior parte do seu dia na rua. Ou acabará tendo um animal deprimido.

Passeios diários: isso tanto é positivo, quanto negativo. Passear com o cachorro é uma delícia. Estudos já provaram que pessoas introvertidas que têm cães têm mais chance de criar relações, exatamente porque nos passeios sempre tem aquela pessoa que te para, nem que seja só para fazer um cafuné no totó. Por outro lado, a obrigação de levar o animal na rua é um saco. Tem sempre aquele dia que tudo que queremos é não sair da cama. Mas o totó está lá, abanando o rabo com a coleira na boca.

Brincadeiras: cachorros adoram brincar. Cabo de guerra, bolinha e pique-pega são as favoritas deles. E isso é muito legal para quem mora sozinho.

Banho: semanalmente ou quinzenalmente o animal precisa (e merece) um banho completo, daquele com xampu, condicionador, limpeza de ouvidos e, em alguns casos, corte de unhas. E sim, fazer isso em casa dá trabalho. No pet shop custa, em média, 40 reais o banho e 70 reais a tosa (portes pequeno e médio).

Custo: Costumam comer até chinelo, então dá para ter uma noção que qualquer tipo de comida tá valendo. Uma ração de qualidade mediana sai a 20 reais o quilo. | Ainda que mantidos em segurança em casa, os cães precisam de remédio contra pulgas e carrapatos mensalmente por terem contato com a rua e, em algumas regiões do país, precisam tomar medicamento para evitar o chamado "verme do coração" (doença transmitida por um mosquito). | A cada três ou quatro meses é preciso vermifugar e, anualmente, vacinar contra as principais doenças. | Para alguns cães a tosa é mais do que um luxo, sendo necessária a cada dois meses para manter a pelagem em bom estado. | Castração nem preciso dizer que é obrigação, e não opção né? ;) 

MATANDO A CURIOSIDADE:
Gasto cerca de 600 dinheiros por mês com minhas duas cachorras (ração, antiparasitas e remédios controlados). A cada três meses uma delas precisa fazer exames para controlar a síndrome de cushing, então lá se vão cerca de 600 dinheiros entre exame, consulta e transporte.


O GATO - NESTE CASO, A MIA

Mia: eu acho miado de gato uma fofura, mas se ele varar a madrugada em alto volume, aí enche o saquinho.

Independência 1: coisa mais prática do mundo é gato. Ele mesmo se banha, já nasce sabendo usar a caixinha de areia, enterra os próprios dejetos. Coisa marlinda! =)

Independência 2: os felinos, frequentemente, são descritos como animais frívolos ou interesseiros, quando, na verdade, são apenas muito independentes. Deixe água fresca, comida no potinho e caixa de areia limpa e ele não vai se importar se você passar uma noite fora (bem diferente do amigo cão). Mas tem humano que gosta de afagos, e gatos não são muito grudentos.

Caixa de areia: até encontrar a areia ou o granulado ideal para o seu estilo de vida é um verdadeiro sofrimento, com o cafofo parecendo até casa de beira de praia.

Pelos: pai amado! Se tem coisa pior do que pelos nas roupas é pelo na cozinha, no sofá, na cama, NA VI-DA. Mas ao mesmo tempo que é chato, pelo de gato é uma coisa tão macia e cheirosa naturalmente...uma eterna relação de amor e ódio.

Janelas teladas: eu amo me debruçar na janela para sentir o cheirinho de natureza e respirar o ar gostoso das noites. Com gato, não dá para fazer isso em sua totalidade, pois janelas e varandas devem ser teladas, tanto para evitar fugas, quanto acidentes (imagina o bichano avistando um passarinho e, sem perceber o risco, pular da janela).

Ronrons: aquele sonzinho que fazem, quase como um motorzinho ligado, quando estão relaxados e amorosos... É um calmante natural para nós humanos (cientificamente comprovado).

Brincadeiras: sim, felinos gostam de brincar e de interagir com seus humanos. Claro que ele não vai correr atrás de uma bolinha e trazer de volta, mas as “brincadeiras de gato” são bem divertidas também. Um bom passatempo.

Presentinhos: lagartixas, baratas, passarinhos. São apenas algumas coisinhas que ele pode deixar na sua cama ou perto dos seus chinelos como “presentes”. Por incrível que pareça, deixar esses bichos para você significa que ele te ama, são presentes. A parte boa disso é que gatos são caçadores natos e esses bichos entregues estão mortos. Isso significa que ter um gatinho é sinônimo de “barata em casa nunca mais” (ou quase nunca).

Custo: felinos precisam ser testados para FIV e FELV (doenças graves) e estes testes são carinhos, mas extremamente necessários. | Apesar de serem criteriosos quando o assunto é comida, os gatos comem pouco (cerva de 1,5kg a 2kg de ração seca por mês) | Se mantidos em segurança em casa, raramente terão problemas de saúde, sendo necessário apenas vacinar e vermifugar no período correto. | Castração nem preciso dizer que é obrigação, e não opção né? ;)

MATANDO A CURIOSIDADE:
Gasto cerca de 100 dinheiros por mês com minha gatinha (ração e granulados higiênicos). 

--------- 
Como podem ver, eu tenho gata e cachorra aqui no Cafofo Chic e elas se dão muito bem, obrigada. Por isso, posso dizer com propriedade esses prós e contras de cada animal. Agora você precisa avaliar a sua realidade, o seu estilo de vida, a sua renda e até mesmo a sua personalidade para se decidir por um ou outro bicho.

Para quem chegou nesta Casa só agora, selecionei alguns textos sobre animais que já foram publicados aqui no blog. Dá um confere nos links abaixo! Boa leitura (e boa escolha)! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário