terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Uber nunca mais. Ou quase nunca


Três dígitos em 30 dias. Esse foi o somatório de uma corrida aqui, outra acolá. Esse foi o resultado de uma coisa chamada: preguiça = substantivo feminino que te agarra na cama e faz você ignorar o despertador, que berra dizendo: VAI PERDER A HORA (DE NOVO)!!!!

Pior do que eu só uma colega de trabalho que conseguiu a proeza de quatro dígitos em 30 dias. Amamos a Uber? Não. Somos muito preguiçosas? Talvez. Mas a verdade verdadeira é: quem se importa com uma corrida de 15 reais quando é para chegar na hora ou em segurança em casa à noite? O problema é que de 15 em 15...lá se foi uma cobrança de mais de mil reais no cartão dessa minha colega. 

Nunca tinha parado para somar essas corridas, que são lançadas no cartão de crédito. Claro que sempre percebi uma infinidade de uber uber uber cabify cabify cabify na fatura, mas... Cavaggioni (uma grande amiga que mora nazoropa) diz que eu sou a "doidinha do Uber". Acho que agora não tenho moral para brigar com ela. =D

Mas o que o texto de hoje quer dizer (além de Você está falida este mês)? Cartão de crédito é igual criança, já dizia minha avó: cega a gente. Não vou deixar de usá-lo, muito menos dar a louca e quebrá-lo. Não. Vou apenas ter mais controle (pode acreditar, Cavaggioni!). 

Foi a primeira vez que somei corrida por corrida. Percebi que a maioria foi por pura preguiça de sair da cama mais cedo. O que isso significa? Não devemos nunca, jamais ignorar o despertador. Genteeeeee! Ele só quer nos ajudar. Transporte por aplicativo é bom, mas vamos deixar para quando realmente for indispensável né?! Feriados, saídas à noite, aquela volta para casa mais tarde depois do trabalho, distâncias longas quando o busão passa uma vez na vida e outra quase no dia da morte... Se eu tivesse feito isso antes, já teria comprado um carro, ou feito A viagem pela zoropa. Ai, meu santo dinheirinho! =(

Agora é ter foco na EuroTrip e realmente deixar o carro para aquele dia que ônibus não está passando mesmo. Fica a dica: se você for igual a mim e a essa minha colega, não faça as contas (ou vai doer no coração, além do bolso). Mas reduza (BASTANTE) tipo "pá caralho" a periodicidade dessas viagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário