segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Não alugue gato por lebre

Você está naquele momento da vida que sente que chegou a hora de se mudar. Seja pela primeira vez ou pela vigésima, bate sempre um leve frio na barriga, além de cansaço por ter que se preocupar com muitas coisas. 

Existem dois grandes problemas quando procuramos um novo apê, que nem sempre estão juntos: pressa e empolgação. A pressa costuma existir quando o contrato de aluguel do atual imóvel está vencendo. Aí é o verdadeiro corre-corre para encontrar outro a tempo. Já a empolgação penso ser o maior problema na hora de escolher a casa nova, porque ela esconde, ou apenas mascara mesmo, infiltrações, piso quebrado, rede elétrica prestes a causar um incêndio, rua extremamente deserta etc. etc. etc.

Como eu quase já caí em roubada e vi outros tantos amigos caírem de fato, aqui estou para dar algumas dicas para não se empolgar demais e acabar alugando um problema, no lugar de um imóvel.

A primeira e mais importante dica é a sensação. O que você sente quando entra no apartamento? Pode parecer besteira, mas não é. É muito importante sentir boas energias, sentir-se "em casa", mesmo que ele ainda não seja seu.

Outra coisa que precisa ser percebida com bastante atenção é a localização: a rua é movimentada o bastante para sentir-se segura e não muito para conseguir dormir? Tem farmácia, mercado, restaurante, lanchonete e ponto de ônibus ou estação de metrô a poucos metros de casa? Essas coisas são essenciais para quem vai morar só, afinal pense que em algum momento você pode chegar da faculdade ou do trabalho depois das 22h e caminhar por uma rua deserta pode não ser a melhor coisa do mundo. Pense também que andar mais de um quarteirão com sacolas de compras nos braços até pode te deixar mais fortinho, mas no fim das contas cansa (e muito).

Quanto ao apê em si, olhe bem para cada cômodo. Suas coisas cabem nele sem ficarem entulhadas? O aluguel + condomínio cabem no seu orçamento? Lembre-se que além dessas duas continhas, você ainda precisa separar uma grana para comer. 

Outro ponto importante para quem está prestes a fechar um contrato de aluguel é ver se está tudo em ordem com o imóvel ou se vai precisar fazer reparos em pisos, armários, portas...Caso precise, converse antes de assinar para que essas coisas também estejam no contrato. Assim, fica claro para ambas as partes o que pode ser feito e o que terá desconto no valor do aluguel. Na dúvida, não assine, ou assine com ressalvas (tudo sempre por escrito).

Ah! E se você tem um pole, nunca, jamais alugue um imóvel sem checar a altura do pé direito. ;)

Por enquanto é isso. Mais dicas na próxima semana para quem resolveu sair de casa. 

E se você tem alguma coisa a acrescentar ao texto de hoje, fique à vontade. Deixe sua dica ou sua dúvida aí nos comentários ou mande um e-mail para a moradora desta humilde residência. Pode enviar! A casa é sua também. 




5 comentários:

  1. Só pra confirmar: pole com teto de gesso tb não dá, né?
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, nunca tentei, mas imagino que não seja a forma mais segura de praticar pole em casa. O teto de gesso não aguenta ser furado e, ainda que seja o pole de pressão, pode ser que danifique o teto quando rosqueá-lo (e a pessoa leve aquele tombo num giro mais empolgado). =/

      Excluir
    2. Lia, recentemente eu coloquei meu pole na sala (que tem teto de gesso). Fiz um buraco no teto para chumbar o pole no teto de verdade e, assim, não correr o risco de levar aquele tombo bonito. Está lá, firme e forte.

      Excluir
  2. Outra coisa que acho super importante, se for apartamento, é saber quem são os moradores que irão ficar acima de você. Porque se gostar de silêncio e este morador tiver muitas crianças ou for um músico irado, danou-se sossego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não apenas no andar superior, mas os apartamentos laterais também né? Porque som (e gemidos) podem ser bem chatos para quem curte silêncio ou precisa se concentrar para estudar ou trabalhar em casa. Pensando bem, é bom até verificar se na rua tem alguma igreja protestante, pois costumam fazer cultos com microfone e tocam músicas com bateria, que incomoda muuuuuuito a quem quer sossego numa tarde de domingo.

      Excluir