segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Deixe as vassouras para as bruxas

Você tem gato em casa? Ainda que a resposta seja "não" pode continuar lendo esse texto porque, apesar de não ter pelo espalhado por todos os cantos, tem poeira. Ou você vai me dizer que inventou um produto mágico que elimina o pó definitivamente?

Desde que a Mia (minha gatínea) chegou, meu apê virou um grande amontoado de pelos. Varrer parece que piora tudo, então eu comecei a limpar o chão com pano úmido. Mas cansa e o resultado não é lá essas coisas. Foi então que resolvi comprar um aspirador de pó. Nada demais até aí, certo? "Já devia ter comprado", vocês devem estar pensado. De fato eu sempre preferi aspirador do que vassoura, mas só o fato de montar, desmontar e depois ter que arrumar um espaço para guardar aquele monstro desanimava a aquisição. Eis que... descobri que aqueles aspiradores estilo norte-americano (verticais) são realmente bons. Comprei, testei e resolvi contar para vocês o que achei. 

Minha madrinha comprou o da marca Britânia e curtiu. O legal dele é desligar automaticamente se aquecer muito (para não haver danos por superaquecimento). Eu optei pelo da Philco e me apaixonei. Ambos são bem barulhentos (como qualquer aspirador né?!), mas o importante, que é sugar toda e qualquer poeira, eles fazem. O da Philco tem mais potência que o da Britânia, mas o formato e as peças são iguais. Curti também o fato de poder desmembrá-lo para usar sua versão "portátil" - entre aspas pois só funciona ligado na tomada. E mesmo esta versão portátil pode ter o extensor, que me permite aspirar lugares altos, como o próprio teto (aqui em casa aparecem muitas aranhas com suas mansões de teias).

A parte da limpeza desse modelo de aspirador também é bem melhor que os tradicionais. Basta desacoplar o compartimento de resíduos, retirar o filtro e lavar ambos. Bem diferente dos outros que, ou são descartáveis, ou são de pano, mas fazem aqueeeela sujeira quando o filtro é retirado. Depois de usar, é só enrolar o fio e colocar num cantinho, em pé mesmo. O treco ocupa quase nada de espaço.

Meu mais novo companheiro de limpeza. Ótimo investimento.
Ocupa pouco espaço, dá para limpar um apartamento de 70 metros quadrados
ou mais com um refil, é fácil de limpar o compartimento de poeira e realmente suga o lixo. 

Outro aspirador muito maneiro é um tipo de robô. Não testei porque o bichinho é bem caro aqui no Brasil, mas minha amiga que mora na Suíça comprou e curtiu bastante. Como falei, todo aspirador é barulhento e esse não seria diferente, mas o importante é tirar o pó. O mais fodástico é que ele trabalha sozinho. Tu fica lá sentado, tomando seu café enquanto lê um livro e o robô fazendo o trabalho duro de casa. Limpa os cantos? Limpa. Limpa tapete? Limpa. Claro que nunca será como uma pessoa, mas dá aquela ajuda, principalmente se levar em conta que esse aspirador pode ser programado para começar os trabalhos em determinado horário do dia, e isso inclui quando os moradores estão fora. Deve ser muito bom chegar em casa e encontrar o piso limpinho. Oh sonho! Um colega de trabalho comentou sobre esse produto e também disse que curtiu. O único cuidado é não deixar nada que não seja lixo no chão, pois o robozinho não sabe diferenciar o que é lixo do que é lego. Beleza?

Esse é o Easy Home da minha amiga Cavaggioni. O robozinho que qualquer mortal gostaria de ter. Existem outras marcas sendo vendidas por aqui, prometendo o mesmo resultado, porém os preços continuam elevados aqui no Brasil. =/

Em tempo, isso não é um publieditorial, ou seja, ninguém, nem a Philco, nem a Britânia ou qualquer outra fabricante de aspirador de pó me pediu ou pagou para escrever este texto. Só quis mesmo mandar o bizu para quem tem gato ou cachorro de pelo longo em casa e sofre com a quantidade de pelo na vida.

Um comentário:

  1. Eu já tenho o da marca Britânia e o comprei, por ter problemas de coluna e não poder pegar em vassouras. Amei, pois não fico com dores e posso usá-lo quando quiser sem problemas.

    ResponderExcluir