quarta-feira, 4 de maio de 2016

Longe de casa há mais de uma semana...

Como prometido na semana passada, hoje vamos "aprender" a preparar a casa para uma viagem de férias. "Mas a casa tem sentimento, para precisar de um preparo antes?". Claro que não. Mas você não vai viajar, ainda que apenas por uma semana, e deixá-la de pernas para o ar, certo? Assim espero.

Planejei essas minhas férias de apenas 15 dias da seguinte forma: uma semana em Brasília e Chapada dos Veadeiros + uma semana em casa para curtir minhas filhotas e praticar o nadismo (adoooro). O problema é que uma semana longe de casa implica em deixar minhas cachorras uma semana sem comida e água. Loooogo... liguei para uma amiga querida e ela aceitou passar uma breve temporada por aqui, cuidando das minhas filhas em troca de Netflix liberado. ;) Mas para ela não ficar perdida em um lugar onde nunca passou nem duas horas, achei por bem dar uma organizada no cafofo. E é aí que entra o "preparo" da casa. Com ou sem animais, com ou sem amigos para cuidar do seu cantinho em sua ausência, vamos combinar que chegar de viagem e encontrar tudo limpo e organizado é maravilhoso né?! 

A primeira e mais importante das tarefas é: abastecer a despensa. Seja para o amigo não morrer de fome ou para você não morrer de fome ao chegar de viagem. Mas pense em coisas práticas, afinal ninguém merece passar horas na cozinha preparando aquele Robalo. Macarrão sempre salva. Falei macarrão; não miojo.

A segunda coisa a ser feita (no caso de ficar alguém tomando conta da casa e/ou dos bichos) é preparar uma espécie de lembrete. Isso é ainda mais importante em casa onde tem "macetes", sabe?! Não apertar muito o botão da descarga para ela não travar. Não ficar mais de cinco minutos com o chuveiro ligado no quentão, ou ele vai desarmar todos os disjuntores. Abrir a gaveta do armário com muito cuidado para ela não cair nos eu pé. Coisas assim, que existe em qualquer "casa de respeito". E se você tiver um pole (de pole dance mesmo) como euzinha aqui, é melhor deixar beeem claro para o amigo-zelador que não pode brincar nele com anéis e roupas com metal. Caso contrário, você vai se tornar um amigo-assassino assim que chegar de viagem. =D

Tendo ou não amigo-zelador em casa durante sua ausência, é bom dar aquela limpeza básica e guardar a bagunça, para quando chegar de viagem não ficar com mais preguiça porque tem uma louça de 15 dias te esperando (agora com um acréscimo de mofo e barata, claro). 

Por último, mas não menos importante, é legal dar um confere nas contas antes de partir para Tão Tão Distante. Aquelas que vão vencer antes do seu retorno podem ser programadas pela internet. Acho que deve ser bem chatinho passar alguns dias fora de órbita e ao voltar para a Terra descobrir que a luz pode ser cortada por falta de pagamento, ou então tentar durante a viagem passar o cartão de crédito e...bloqueado. Esqueceu de pagar a fatura antes de meter o pé na estrada, né?!

Ah! Já ia me esquecendo: se o seu cafofo vai ficar vazio (isso também inclui os bichos fora dele), não esquece de colocar as plantas para fora de casa e pedir a algum vizinho para fazer a caridade de jogar um pouco d'água nelas de vez em quando. E, principalmente, desligue os disjuntores e feche todos os registros de água. Não é tão incomum assim o morador voltar e descobrir que seu apê virou uma lagoa (e não é azul).

PS: Fiz todo o meu planejamento, lindo e maravilhoso, convidei minha amiga para cuidar daqui de casa por uma semana, comprei as passagens e...cancelei tudo faltando uma semana para o merecido descanso. Minha cachorra mais velha teve um problema nos olhos e eu achei melhor ficar em casa cuidando dela. Afinal, não é todo mundo que consegue colocar colírio e pomada nos olhos de um cão. Além disso, confesso: não ia ficar tranquila tão longe sabendo que minha fofinha estava mal. Mãe é mãe. E eu sou mais mãe do que muita mãe por aí. ;)

OBS: não tem vizinho para fazer a caridade de molhar as plantas? Não se desespere! Essa dica aqui salva:

Material necessário: Barbante + Recipiente

Como fazer? Mole.

  • Posicione o recipiente com água bem acima das plantas.
  • Coloque uma das pontas do barbante nesta água e a outra ponta enterre no vaso.
  • O barbante vai regar a planta transportando suavemente a água do pote para a terra. Molezinha, viu?!




2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Que pena saber que sua filhinha ficou dodói justamente no período de férias e que tiraria para viajar... Mas como você mesma disse, mãe é mãe e não deixa suas crias doentes com estranhos... Mesmo que fossem estranhos que soubessem cuidar, não ficaria tranquila sabendo que sua filhota não estava bem. Achei a ideia genial de regar as plantas. Vou adotar aqui em Praia Seca quando não estiver aqui e for me ausentar por muito tempo. Amei. Beijos querida e obrigada por suas dicas já copiei várias...rsrsrsrs

    ResponderExcluir