segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Desapega! Ou não

No último dia do mês de agosto, eu carreguei uma amiga para conhecer junto comigo a Feira Grátis da Gratidão, que estava acontecendo numa praça lindinha na zona sul aqui do Rio de Janeiro. A ideia da Feira é sensacional e por isso quero compartilhar com vocês - pessoas que moram sozinhas (ou estão planejando) e precisam arrumar a casa, seja adquirindo coisas ou se livrando de coisas. =D

A descrição da fanpage do evento é "Uma vivência sobre confiança, entrega, gratidão e amor. Traga o que quiser, ou nada. E pegue o que quiser, ou nada!". E é exatamente assim que funciona. Quem tem alguma coisa física para doar chega à praça, estende sua canga, distribui os objetos e pronto. Pode sair pra dar um rolé. As pessoas vão chegando, olhando e pegam o que as interessam. E você faz o mesmo: dá um passeio pela praça, vê o que está à disposição e pega alguma coisa, se quiser. Tem de tudo: roupas, sapatos, bolsas, bijus, brinquedos, livros, revistas, comidinhas e (acredite!) até dois dedos de prosa. Sim. Uma mulher colocou sua canga, posicionou seu cartaz que dizia "Dois dedos de prosa e abraço grátis" e ficou lá sentada esperando quem se interessava pelo que ela tinha para doar: tempo. Amei o gesto dela! E claro que eu quis o abraço. Algumas pessoas se sentaram por lá e ficaram proseando com a mulher. 

Outro grupo estava doando massagem relaxante. Outro resolveu doar alguns minutos de conversação em inglês. Uma jovem levou três garrafas de leites vegetais caseiros para que as pessoas pudessem experimentá-los e aprender sobre seus benefícios. Ou seja, cada um estava doando o que tinha, o que podia. Mas se não tiver nada para doar? Vai assim mesmo e veja se precisa de alguma coisa que colocaram à disposição.

Eu não levei nada e saí de lá com um vestido, duas saias, um cordão e um brinco. Minha amiga levou uma mochila cheia de roupas (mal colocamos na canga e tudo sumiu - hehehehe) e saiu de lá com um par de sapatos. 

Imagem: Dandara Reis

Imagem: Dandara Reis

Acho que o melhor de tudo é o clima da Feira, super leve, boas energias...Ninguém está ali para vender ou trocar. As pessoas vão para se doarem, e isso é maravilhoso. Na próxima edição que cair num fim de semana, eu pretendo levar alguns objetos de cozinha que não uso e preparar um bolo. Ah! Esse evento tem em várias cidades. Basta procurar no Facebook "Feira Grátis da Gratidão" que é possível encontrar várias páginas Brasil afora. Se tiver na sua cidade, aproveita pra conferir o que está ocupando espaço demais no seu cafofo para doar. Você vai perceber que a casa vai ficar até mais leve (sempre temos tranqueiras que guardamos porque UM DIA, QUEM SABE usaremos). Se estiver faltando alguma coisa em casa, se programa pra ir também. Vai que lá você encontra o que está precisando. 

Imagem: Dandara Reis

Agora, se onde você mora ainda não tem isso, que tal organizar? Pelo que eu percebi, o evento tem um organizador só para dar o pontapé inicial, ver com a prefeitura se pode utilizar o espaço (geralmente praças públicas, até para facilitar o acesso das pessoas e de moradores de rua - os mais necessitados) e divulgar na internet. Porque quem faz a coisa acontecer de verdade são as pessoas que vão em busca de alguma coisa: seja essa coisa objetos ou somente um abraço, um tempo para ser ouvido. 

Também foi um dia para relaxar e rir muito com as amigas


2 comentários:

  1. q lindo!!!! amei!!!! Foi ótimo mesmo, o programa, o evento, o encontro das amigas e toda gratidão q doamos e nos foi doada. Uma experiência para ficar pra sempre no calendário de eventos confirmados . E vê se na próxima doa alguma coisa além da pagação de mico por cair do poste, falo mesmo!!! hahahahaha bjus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cooom certeza vou doar. Vi que tenho uma piscina de bebê, um conjunto de xícaras nunca usado e mais alguns itens de cozinha. Fora o bolo de cenoura com cobertura de chocolate, que é minha especialidade e eu farei no dia para os famintos iguais a mim. =D

      Excluir