segunda-feira, 6 de julho de 2015

Primeiros móveis - O que não pode faltar em casa

Acho muito interessante como idealizamos nossa casa e como ela realmente se torna, seja por falta de espaço ou de grana mesmo. Digo isso porque quando eu morava com a minha mãe ficava imaginando como seria o meu apartamento. Na minha cabeça seria enorme, com uma decoração feita sob medida e tudo caberia dentro dele. Claro que a realidade nunca é assim.

Aí começava outra questão que não batia com a realidade: comprar móveis e itens necessários para uma casa funcionar. Fiz uma lista e... FUDEU! Era muita coisa. De abridor de latas à geladeira. A lista varou duas folhas de caderno (e isso porque eu já tinha muita coisa para o tal casamento que não vingou).

Como passei por esse perrengue, resolvi fazer uma lista de coisas básicas para se entrar numa casa. Mas básica mesmo para uma casa funcionar. Assim, você pode ter (antecipadamente) a real dimensão de quanto vai precisar para morar sozinho e ver se isso realmente cabe no seu orçamento.

Vamos lá?!

--> Você pode até viver sem fogão, mas geladeira é item mais que necessário. Por mais que você coma na rua ou peça delivery, tem sempre alguma coisa que precisa ser guardada lá, nem que seja apenas o gelo que você vai colocar em um drink.

--> Colchão. Não importa se você não tem cama. O colchão você precisa ter, pois acredite, dormir sempre no sofá não é legal.

--> Guarda-roupas. Se você não tiver grana nem para o mais básico, leve pelo menos uma arara para o novo apê, afinal têm roupas que amarrotam muito fácil quando são dobradas.

--> Ventilador é algo que não serve apenas em dias quentes. Se o imóvel tiver muito mosquito você vai usá-lo mesmo no inverno mais frio do planeta.

--> Filtro de água: não precisa ser um aparelho que serve a água geladinha. Mas um que filtre as impurezas cai bem né?!

--> Chuveiro: alguns imóveis são vendidos/alugados sem isso. Fica ligado!

--> Lâmpadas. Se você acha que vai entrar em casa e acender a luz está muito enganado. Lâmpada é uma coisa que você terá que comprar (e não tem como não comprar).

--> Máquina de lavar roupas. Eu vivi sem máquina por alguns meses e foi um perrengue que não desejo nem ao pior inimigo. E olha que eu contava com a ajuda da minha mãe, que levava minhas roupas para lavar na casa dela. Mas esse leva e traz dava muito trabalho, era muito estresse. Então, vai por mim. Não precisa ser uma lava e seca, mas máquina de lavar é essencial. Ah! E não se esqueça do varal para pendurar as roupas.

Imagem: Casas Bahia
Agora aqueles itens miúdos, baratinhos, que não podem faltar, principalmente se for cozinhar.

--> Toalhas de banho e de rosto (dois jogos, pelo menos), saboneteira, espelho e porta-escova de dentes. 

--> Jogo de cama com lençol de elástico para forrar, lençol sem elástico para cobrir e fronha. Dois jogos, pelo menos.

--> Edredom para os dias frios

--> Ferro de passar roupas

--> Cafeteira ou bule

--> Pratos, talheres, copos e canecas

--> Escorredor de pratos

--> Escorredor de macarrão 

--> Panelas de tamanhos variados e uma frigideira

--> Potes de mantimentos (arroz, feijão, açúcar, café, biscoito, sal etc.)

--> Concha, escumadeira, colher de pau (ou similar)

--> Garrafas para água

--> E uma coisa que as pessoas geralmente só lembram o quanto é importante quando precisam: abridor de latas. =)

Assim, eu recomendo fazer duas listas: uma de coisas básicas e outra de desejos, com tudo que você gostaria de ter no novo lar. Mas tudo mesmo (incluindo aqueles espelhos maravilhosos). Entra nas lojas virtuais (em mais de uma para comparar, claro), dê uma pesquisada nos preços e vá anotando ao lado de cada item. Feito isso, você saberá quanto precisa ter para morar sozinho e se ainda sobra uma graninha para comprar o que entrou na lista de desejos.

Agora, se você pode esperar um pouco mais, melhor continuar na casa dos pais e aproveitar esse tempo para juntar uma graninha para decorar o novo apê. Pois lembre-se que além dos móveis e bibelôs, você ainda terá as contas mensais para pagar. Então, melhor nem fazer esforço agora para ter aquele sofá maravilhoso, mesmo que dê para parcelar em 24 vezes; serão dois longos anos e o sofá pode nem chegar inteiro à última prestação.

Acha que faltou algum item na minha lista básica? Acrescenta aí nos comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário