sexta-feira, 29 de maio de 2015

Se sujar faz bem

Sou apaixonada por pintura, apesar de não levar jeito pra coisa. Mas isso é um pequeno detalhe que não me impede de ser feliz com uma tela em branco, tintas e um pincel na mão. Acho que toda casa fica mais aconchegante com um quadro na parede, refletindo a essência do morador. Por isso, aqui no meu cantinho eu penduro as minhas próprias telas, que me representam muito mais que qualquer uma que eu pudesse comprar em shoppings e galerias por preços altíssimos.

Amo fazer arte, me sujar de tinta (ok, tentar tirar tinta a base de óleo da roupa não é a melhor parte), ver uma tela em branco ganhar vida... É uma verdadeira terapia. Certa vez, conversando com uma amiga que andava muito deprimida, recomendei que fizesse o mesmo, mas ela disse que não sabia pintar. Hello! E eu sei? Nunca consegui fazer uma linha reta sem régua, pintar sem borrar ou cortar sem picotar. Nas aulas de arte da escola eu era a "Sem jeito". Mas tô nem aí e me arrisco assim mesmo. Com o tempo, cada tela vai ficando mais charmosa e com mais técnica. As amigas e as tias até pedem uns quadros, tanto que dos que eu pintei só ficaram três comigo. A única coisa que não consigo de forma alguma é desenhar sem ter uma base. Preciso olhar pra um desenho e usá-lo como inspiração. Tipo, a minha última tela (da casa voando) eu me inspirei no filme Up. No início, a casa ia ter bem mais detalhes, a tela ia ser quase toda tomada por balões, representando bem o filme. Daí, pensei melhor, e vi que a casa com um estilo mais Romero Britto (minha grande referência para os traços) tinha mais a ver comigo, mais simples. Reduzi a quantidade de balões também pra deixar mais espaço para o céu e coloquei uma árvore lá no cantinho, quase despercebida, pra remeter a um lugarzinho no meio do nada. 

E assim, o meu apê vai ganhando cor, forma, vou impregnando a minha essência nele. Qualquer pessoa que entra aqui sabe que é a minha casa, ainda que eu não esteja para abrir a porta. E tudo isso que escrevi é só pra te dizer que, assim como a minha amiga, você não precisa ter dotes artísticos. Eu não tenho né?! =D Basta passar na papelaria perto de casa, pedir alguns pincéis de variados tamanhos (cabo amarelo tá?), tintas, principalmente branca porque servirá de base pra muita coisa (não precisa ser a óleo; só fuja do guache hehehe), terebentina para limpar o pincel e servir como solvente, um pano velho para limpar os pincéis, copo de vidro para colocar a terebentina, lápis de escrever e uma bandeja para espalhar as tintas (pode até ser aquelas que embalam carnes nos mercados). Depois é só soltar a imaginação, desenhar o que tiver vontade. Claro, se você não sabe fazer nem bonequinho de pau, não comece por desenhos cheios de detalhes. Pense em algo mais abstrato e grande. 

Agora, se você insistir que não leva jeito mesmo e continuar resistindo a pintar os seus próprios quadros, tem uma alternativa pra dar cor às paredes da sua casa com o seu estilo: livros de colorir para adultos. Estão super na moda. Os desenhos já estarão lá; nada novo. Mas o especial da coisa é colorir do seu jeito. Depois, é só destacar a folha (você vai perder o verso dela, mas tudo bem), colocar numa moldura bacana e pendurar na sala. Que tal tentar? ;) Faz isso e depois manda para o e-mail aqui do blog para eu ver como ficou, beleza? 

Quando a gente vira referência pra sobrinha de quatro anos (na época)... Coisa mais fofa.

Inspiração, construção, desconstrução, espera secar e... o trabalho na parede da sala =D

Quando quatro telas em branco se tornam uma cheia de amor.

Para alegrar o apê de uma ex-colega de trabalho.



Um pedacinho da minha terra que deixei em Brasília.

Um cadinho de cor na minha varanda.

Minha primeira tela, gente! Fiz com a orientação de um professor. Mas não tem mais nada a ver com o meu estilo atual. E a segunda foi para alegrar a casa da minha amiga (aquela que andava tristinha). Usei as cores do Brasil e da Itália porque ela tem um pezinho lá.





Um comentário:

  1. Suas telas estão maravilhosas. Para quem não sabe pintar, você é uma artista nata. Amei todas. Essas que fez para sua amiga e a da sua varanda, ficaram show de bola. Parabéns, pelos belíssimos trabalhos. Continue fazendo arte, quem sabe não vira uma artista de respeito. RSRSRS Beijos querida.

    ResponderExcluir