segunda-feira, 4 de maio de 2015

Não fuja da cozinha

Como alguns de vocês já sabem, tenho duas lindas filhas de quatro patas: Nina e Layla. A primeira tem cerca de 9 anos (foi adotada há dois anos apenas) e a segunda tem 15 aninhos. Como toda mãe que ama muito seus pimpolhos, procuro dar o melhor para elas. E faz algum tempo que eu tenho ouvido falar sobre Alimentação Natural (AN). O veterinário delas é super a favor disso, pois ele não gosta muito de ração, então eu entrei na onda e estou adorando.

Quero compartilhar com vocês isso, porque acho uma experiência bem bacana, principalmente para quem mora sozinho. AN nada mais é do que alimentar o cachorro (ou gato) com comida de gente. Mas não é resto de comida. Trata-se de uma alimentação preparada exclusivamente para o bichinho (legumes, verduras, arroz, carnes, miúdos, frutas) sem temperos, sem cozinhar muito e pensando em como combinar os alimentos para os animais terem uma dieta equilibrada.

Dá trabalho? Muito. Vale a pena? Muito também. Porque eu vejo minhas cachorras comerem com muito mais prazer e isso faz com que eu tenha vontade em preparar a comidinha delas. Imagina um animal com um olfato infinitamente mais aguçado que o nosso, cheirar a mesma coisa todo santo dia. Não culpo a Layla por olhar para o pote de ração com cara de "de novo?!" e fazer "graça" para comer. 

Confesso que cozinhar todos os dias não é minha praia. Eu posso, facilmente, trocar um prato de feijão com arroz por uma pizza. Mas elas não. Então? O bizu é pegar um ou dois dias na semana e cozinhar em bastante quantidade, separar em potinhos diários e congelar.  Em cada potinho eu coloco a quantidade para duas refeições (cada uma delas come duas vezes por dia). Se elas "almoçarem" muito cedo, antes de eu sair para o trabalho ofereço uma fruta (geralmente meia banana ou meia maçã para cada). Assim, elas aguentam felizes até a noite. 

Mas eu não gosto de cozinhar nem pra mim, vou cozinhar pra cachorro? Sim, porque dessa forma a sua alimentação vai melhorar também, cara pálida! Ou você acha que dá para viver de pizza e miojo sem a balança ganhar vida só pra correr de você quando chegar perto dela? Eu não curto legumes e verduras e não era de comprar frutas, mas como tenho comprado para elas, acabo acrescentando no meu prato também. E todo mundo sai ganhando. Claro que para uma emergência (tipo, não fiz comida e não tenho mais potinhos prontos no congelador) eu tenho sempre na despensa um pote de ração. Mas é pra emergência meeeeesmo.

Para a coisa funcionar ainda melhor, eu preciso de uma balança de precisão, porque o recomendado é não ultrapassar certas quantidades de alimentos. Por enquanto, eu tenho ido no olho mesmo. Mas como a Layla já é idosa e a Nina está acima do peso, ambas precisam de atenção redobrada com o que ingerem né? Então, com a balança ficará mais fácil eu ter a certeza que elas estão se alimentando direitinho. 

Os resultados eu só verei com mais algum tempo, claro. Estou nessa faz uma semana apenas. Mas as fezes e a própria urina eu já percebi que estão melhores. E a vontade de comer aumentou muuuito.

Para saber mais sobre a AN você pode acessar os sites que eu encontrei ao pesquisar sobre isso. Tem o Cachorro Verde e o Cãolinária, com vídeos de receitas para pet. São receitas fáceis e rápidas para fazer um agrado ao seu cãozinho e, de quebra, melhorar a saúde dele (e a sua). Gente, é tudo de bom! Cada comidinha que dá vontade de fazer na mesma hora e comer. E não tem problema você comer porque é tudo natural, comida de gente mesmo né?! Aproveita a dica pra melhorar a sua dieta também e depois me conta como está indo. Ok? ;)

Além das frutinhas, como lanches que eu também aproveito, temos as refeições com arroz, cenoura, batata doce, abóbora, alcatra e coração de galinha, por exemplo.

4 comentários:

  1. Filha, dá pra fazer uma quentinha dessa pra mim? a tempos que a mamãe não mastiga um pedaço de alcatra kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk coração de galinha???? ta brincando ? só em churrasco de bacana kkkkkkkkkkkkkkkkkk passo ai mais tarde para pegar minha jantakkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quentinha? Venha para almoçar num fim de semana. ;)

      Excluir
  2. Quero ser sua cachorrinha de estimação.. Me adota, vai?
    Amei o visual dos potinhos de comidinhas de suas filhotas. Lá em casa a minha filha e minha sobrinha comem ração, mas de vez em quando tem comidinhas de panela para elas também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Vale muito a pena. Os bichinhos se alimentam melhor e com mais vontade.

      Excluir