sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Regras para uma casa limpa

Hoje o post tem a ver com limpeza. Sim; afinal uma casa limpinha e bem organizada é tudo de bom.

Quando morávamos com os nossos pais o máximo de preocupação que tínhamos era em mantermos nosso quarto organizado. No entanto, ao deixarmos o ninho, precisamos pensar em como manter nosso lar doce lar limpo sem gastar muito do nosso precioso tempo.

Existem duas opções bem simples: ou você contrata uma diarista e combina com ela toda semana, a cada 15 dias ou uma vez por mês. Ou faz você mesma a faxina.

Se a diarista for semanal, ótimo. A casa estará sempre limpa e organizada. Mas se o intervalo for superior, você precisará dar um jeitinho, como varrer o chão e tirar o pó dos móveis. Sem esquecer que cozinha e banheiro merecem ver água e sabão toda semana.

Pra não ficar pesado e nem perder o fim de semana inteiro faxinando a casa, o ideal é a cada dia limpar um pouco. Tipo, chegar em casa numa quarta-feira, por exemplo, e lavar o banheiro. No dia seguinte é a vez da cozinha e depois fica fácil só passar uma vassourinha pelo restante dos cômodos. Outra dica legal é aproveitar o banho pra lavar o box ou somente jogar água quente nas paredes, retirando excesso de creme, e secar a pia sempre depois do uso, pra ela não ficar com aquele aspecto sujo.

Melhor ainda é quando se divide o cafofo com os amigos, pois aí é possível economizar com faxineira, fazendo um rodízio de limpeza. Quando eu dividia um apê de três quartos, sala, cozinha e banheiro com mais duas meninas, cada uma era responsável pela faxina da semana (apenas os quartos eram de responsabilidade de cada uma de nós). Na quarta semana nós chamávamos uma faxineira pra dar aquela geral. Assim, ficava tudo sempre com cheirinho de limpeza.

Mas algumas regras precisam ser criadas para não ter desentendimento, como quem vai recolher o lixo tal dia, quem vai limpar a geladeira, quem vai lavar os panos de chão, de prato etc. Detalhes bobos, mas importantes. Pra não sobrecarregar ninguém, é legal fazer uma escala de tarefas.  Além disso, cada pessoa tem um jeito de limpar. Eu, por exemplo, limpo até os interruptores, então é legal, quando se divide casa com amigos ou quando se tem uma empregada, preparar um roteiro de limpeza (conversado com todos os moradores antes, claro) para que tudo fique do jeito que se deseja. A faxineira, que ia uma vez por mês, tinha o hábito de lavar pano de chão junto com pano de prato. E, apesar de lavar (literalmente) a casa toda, ela não limpava os lustres (acumulavam poeira), então conversamos com ela sobre esses “detalhes” que, para mim, faziam sim muita diferença, e tudo ficou tinindo.

É isso, galera! Morando sozinho ou numa república é sempre bom ter um mínimo de organização para a casa estar sempre limpinha e cheirosa, assim nossos amigos sempre vão se sentir bem ao nos visitar (e a gente também né?!). Ah! Se tiver alguma dica sobre isso, conta aqui. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário